Ao utilizarem as trotinetes da Circ nas suas deslocações, os cidadãos de Matosinhos evitam emissões de CO2 que são quantificadas e convertidas em créditos digitais pela plataforma AYR do CEiiA – Centro de Excelência para a Inovação da Indústria Automóvel, podendo ser transacionados por bens e serviços no município.

Em apenas dois meses de partilha de trotinetes elétricas da Circ em Matosinhos são já 10 as toneladas de CO2 evitadas, de acordo com a empresa.

Estas poupanças foram quantificadas em tempo real e convertidas em 95.000 AYR pela plataforma tecnológica desenvolvida pelo CEiiA, podendo ser transacionados pelos utilizadores da Circ em bens e serviços no município.

A AYR é uma plataforma de quantificação, valorização e transacção de emissões de CO2 evitadas que recompensa comportamentos sustentáveis. Foi desenvolvida pelo CEiiA.

A operação da Circ em Matosinhos é pioneira pela integração na plataforma AYR do CEiiA, a primeira plataforma que permite quantificar, valorizar e transacionar as emissões de CO2 evitadas com a adoção de meios de mobilidade sustentáveis, recompensando comportamentos amigos do ambiente.

O pagamento das taxas municipais em AYR pelo operador foi também  um requisito da Câmara Municipal, no âmbito da estratégia de descarbonização da cidade.

“Graças a estes números, temos a perceção real de que as viagens de trotinetes contribuem ativamente para a descarbonização das cidades”, defende Felix Petersen, diretor geral da Circ para Portugal. “São viagens mais ecológicas e mais eficientes, que estão a mudar a mobilidade urbana de quem vive diariamente as cidades”, sublinha.

Catarina Selada, responsável da área de cidades do CEIIA, afirma que “os AYR funcionam como uma ‘moeda’ da sustentabilidade, estando na origem da criação de mercados locais de carbono onde os AYR são transacionados por bens e serviços sustentáveis”, acrescentando que “os AYR não se diluem no momento da troca, dado terem um valor intrínseco derivado do custo social do carbono”.

O Vereador da Mobilidade do município de Matosinhos, José Pedro Rodrigues, refere que “o nosso objetivo é criar um verdadeiro ecossistema, com a integração de outros modos de mobilidade sustentável, como bicicletas partilhadas e transportes públicos, assim como de uma rede local de parceiros com os quais os cidadãos possam transacionar os tokens AYR”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of