Com a Gigafábrica que a Tesla está a erguer em Xangai a poucos meses de começar a produzir (arranque previsto até ao final deste ano), a Bloomberg avança agora que o construtor americano irá desembolsar, por ano a partir de 2023, uma verba de 323 milhões de dólares em impostos, o que dá cerca de 293 milhões de euros.

A Tesla terá, assim, um período de quase quatro anos livres de impostos, dado que a isenção fiscal está prevista terminal no final de 2023. A partir desse momento, a marca dirigida por Elon Musk terá de liquidar a referida verba às autoridades chinesas pela sua fábrica de veículos elétricos.

Dado que o terreno onde a Tesla está a instalar a fábrica é arrendado, a marca americana terá ainda de contar com uma fatura acumulada para os cinco anos de outros dois milhões de dólares (1,8 milhões de euros) pelo aluguer.

A Tesla planeia produzir 500.000 carros na Gigafactory 3 nos 12 meses seguintes à abertura da fábrica.

Com uma fábrica em território chinês, a Tesla poderá não apenas aumentar a venda de carros elétricos na China, o maior mercado de automóveis do planeta, como também exportar para mais países.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of