A sustentabilidade é um dos temas na ordem do dia, a LEGO tem vindo a empenhar-se cada vez mais para ser uma marca amiga do ambiente. Este ano superou-se e lançou para o mercado um brinquedo denominado “A Casa da Árvore”, que junta o maior número de peças sustentáveis alguma vez comercializado pelo grupo.

A “Casa da Árvore” é um dos maiores sets de sempre da LEGO Ideas e inclui mais de 3000 peças, nomeadamente 185 elementos de plantas. Estes são à base de cana de açúcar, produzidos através de materiais que respeitam o meio ambiente. Também a versatilidade deste brinquedo é evidente tendo em conta que “as peças são feitas em verde, amarelo e castanho, com o objetivo de poderem ser adaptadas às diversas estações do ano”, explica a marca.

Sobre o quão surpreendente é este brinquedo, Tim Brooks, Vice-Presidente Ambiental do Grupo LEGO afirma que, quando viu pela primeira vez este novo set, ficou de queixo caído. “Não só está incrível em termos visuais, como faz a ligação perfeita com a razão pela qual estamos a investir tanto tempo e esforço na busca por materiais sustentáveis”, assegura. Os interessados vão poder adquirir a sua própria “Casa da Árvore” da LEGO, a partir do dia 1 de agosto, através do site www.shop.LEGO.com. Um exemplar deste brinquedo custará, no mínimo, 200 euros.

Uma promessa com o planeta

Já em 2018 foi reforçada a ideia de sustentabilidade da LEGO, quando esta começou a comercializar elementos feitos à base de materiais sustentáveis. É o caso das peças botânicas, compostas por polietileno, conseguido através das canas de açúcar. Para o grupo, este tipo de mudanças são pequenos passos dados no sentido de “preservar recursos naturais e cumprir a promessa da marca LEGO para com o Planeta, um passo importante para a nossa ambição de só usar materiais sustentáveis no fabrico das nossas peças”, defende o vice-presidente.

Apesar da utilização de materiais que não têm tanto impacto ambiental, os brinquedos não são biodegradáveis. Essa característica deve-se ao facto de o objetivo principal ser também que os brinquedos tenham a qualidade e a durabilidade a que os clientes da marca já estão habituados, assegura o grupo.

A LEGO pretende ser uma marca cada vez mais sustentável. Nesse sentido, comprometeu-se a utilizar apenas matérias primas renováveis nas suas embalagens até 2025 e em todas as peças, até 2030.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of