Esta sexta-feira e sábado, 7 e 8 de junho, cerca de 120 estudantes universitários portugueses estão a participar no “Innovathon – Ocean Edition”.

Trata-se de uma “maratona tecnológica” de 24 horas focada na sustentabilidade dos oceanos que decorre na praia de Carcavelos, em Cascais, e que o Watts On está a acompanhar.

A organização é do CEiiA – Centro de Excelência para a Inovação da Indústria Automóvel, em conjunto com o “United Nations Global Compact” através da “Sustainable Ocean Business Action Platform”.

8 de junho é o Dia Mundial dos Oceanos.

Os estudantes serão confrontados com desafios para os quais terão de apresentar novas ideias que inspirem o desenvolvimento de soluções viáveis para assegurar a qualidade de vida, a produtividade e a melhoria da sustentabilidade nos oceanos.

22 equipas a pensar em quatro desafios

Os estudantes formam 22 equipas de 17 universidades/faculdades nacionais, representando 23 cursos diferentes.

Ser-lhes-á pedido que elaborem soluções para responder aos seguintes quatro desafios:

Desafio 1 – Redução do lixo marinho
Como envolver pessoas, empresas e cidades na diminuição e valorização do lixo marinho?

Desafio 2 – Preservação dos ecossistemas marinhos
Como conhecer, monitorizar e conservar as espécies e os ecossistemas marinhos em risco de extinção?

Desafio 3 – Aquacultura offshore sustentável nos oceanos
Como explorar a aquacultura offshore (em mar aberto) de forma sustentável?

Desafio 4 – Mobilidade sustentável nos oceanos
Como tornar o transporte marítimo menos poluidor?

Esta iniciativa será a primeira de várias a nível internacional, num circuito que começa em Portugal e abrange diversos países que vão replicar esta maratona tecnológica até ao final de 2019.

“O facto do desafio ser realizado numa praia, será seguramente mais um fator que ajudará a inspirar os jovens estudantes para co-criarem e apresentarem ideias inovadoras e disruptivas para os desafios que a nossa humanidade enfrenta” – Erik Giercksky, responsável pela Sustainable Ocean Business Platform

As equipas selecionadas de cada país irão disputar o desafio final (“Innovathon – Ocean Edition” que decorrerá durante a Conferência das Nações Unidas sobre os oceanos em 2020, também no nosso país. Essa grande final contará com a presença de cerca de 150 participantes de vários países.

A seleção das equipas portuguesas decorrerá na “Innovathon – Ocean Edition”, que decorre, precisamente, nestes dois dias em Carcavelos.

Para Erik Giercksky, responsável pela Sustainable Ocean Business Platform, “os oceanos são determinantes para combater as alterações climáticas e é nos oceanos que se encontram algumas das soluções para alguns dos problemas atuais da Humanidade”.

Giercksky entende que “esta iniciativa disruptiva que estamos a organizar com o CEiiA em Portugal, e que vamos conjuntamente desenvolver noutros pontos do globo, é determinante para o envolvimento dos jovens nas questões da sustentabilidade dos oceanos”.

O primeiro “sprint” de uma corrida de fundo

O CEiiA é membro fundador do “Sustainable Ocean Business Platform” das Nações Unidas e José Rui Felizardo, CEO do CEiiA, considera que “estas 24h são apenas o primeiro sprint de uma corrida de fundo para salvarmos o nosso planeta e um dos nossos objetivos é trabalhar em conjunto com algumas das equipas nos próximos 12 meses, de forma a apoiar a implementação dos conceitos propostos”.

Para o responsável do CEiiA, esta iniciativa é também “um instrumento para mobilizar as novas gerações para as questões da sustentabilidade e aproximar os jovens com o tecido empresarial nacional e internacional, promovendo assim, uma cultura de empreendedorismo e de inovação fora dos conceitos e modelos convencionais”.

Durante esta maratona, os alunos terão o apoio de mentores presenciais, mas também de mentores que estarão disponíveis em vários pontos do globo via web para esclarecer dúvidas em questões sobre os oceanos, modelos de negócio, metodologias de desenvolvimento e realização de apresentações.

Gualter Crisóstomo, diretor de sustentabilidade do CEiiA, explica que este trabalho em parceria com os jovens, que são a geração presente, mas também a geração futura, permitirá aplicar e prototipar as melhores ideias que irão nascer aqui:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of