Inserida no Festival Jardins Abertos, a Fundação Calouste Gulbenkian organiza este domingo, 26 de maio, um passeio fitogeográfico em bicicleta.

A ideia é percorrer o projeto do arquiteto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles — o Corredor Verde que liga a Fundação a Monsanto — e perceber em que medida o projeto do Jardim Gulbenkian replica a paisagem portuguesa.

Esta atividade é gratuita, com inscrição prévia para jardim@gulbenkian.pt. Os participantes devem trazer bicicleta, água e farnel para o almoço.

“O que é a Estrutura Ecológica de Lisboa e qual a sua importância? Que influência têm o clima, o solo, a geologia, a presença de água e a exposição solar na determinação da vegetação que nasce num local?” são alguns dos motes lançados pela organização.

“Existem algumas plantas cuja presença num local indica exatamente que espécies nascerão espontaneamente ali caso não haja intervenção humana — são os chamados bioindicadores. Neste passeio, aprenderemos a identificar algumas destas e outras plantas e perceber a dinâmica da paisagem natural”, aponta a Fundação Calouste Gulbenkian.

Esta atividade arranca às 12h, prevendo-se que demore quatro horas e meia.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of