Durante o mês de maio, o projeto “Pegada Ecológica dos Municípios Portugueses” fará o lançamento público das “Calculadoras Municipais da Pegada Ecológica” de Almada, Bragança, Castelo Branco, Guimarães, Lagoa e Vila Nova de Gaia.

A “Calculadora da Pegada Ecológica”, desde que foi relançada em 2017, conta com cerca de 2 milhões de utilizações por ano, em todo o mundo, e atualmente está disponível em seis idiomas.

A calculadora estará disponível no website de cada autarquia a partir da data de lançamento, bem como no website do projeto www.pegadamunicipios.pt.

Será a primeira vez que a “Calculadora da Pegada Ecológica”, desenvolvida pela organização não-governamental Global Footprint Network, será apresentada na língua portuguesa e ajustada ao perfil de cada município de acordo com os resultados obtidos durante o primeiro ano do projeto.

Em Portugal, o projeto “Pegada Ecológica dos Municípios Portugueses” resulta de uma parceria entre a Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável, a Global Footprint Network (GFN) e a Unidade de Investigação em Governança, Competitividade e Políticas Públicas (GOVCOPP) da Universidade de Aveiro.

Os seis municípios pioneiros que integram o projeto são Almada, Bragança, Castelo Branco, Guimarães, Lagoa e Vila Nova de Gaia.

Após o lançamento das calculadoras, decorrerá uma sessão de formação “Cidadãos pela redução da Pegada Ecológica: embaixadores municipais” onde se pretende mobilizar a sociedade civil para a adoção de comportamentos ambientalmente sustentáveis.

Sabia que…
…  Portugal tem uma Pegada Ecológica de 3,94 hectares globais (gha) per capita, enquanto a sua biocapacidade é de cerca de 1,28 gha per capita?

Depois da apresentação em Guimarães (no dia 6 de maio), os restantes eventos decorrerão nas seguintes datas e municípios:
– 13 de maio, Lagoa
– 15 de maio, Castelo Branco
– 16 de maio, Bragança
– 27 de maio, Almada
– 30 de maio, Vila Nova de Gaia

Enfrentar desafios ambientais complexos

“O projeto visa a construção de conhecimento e o fortalecimento da capacidade local em matéria de ambiente, através do cálculo e interpretação de dados vitais para enfrentar desafios ambientais complexos. Em última análise, o projeto visa influenciar políticas de coesão territorial e promover novos instrumentos e políticas públicas que reforcem o caminho em direção ao desenvolvimento sustentável dos municípios e do país”, apontam os promotores da iniciativa.

Fonte: Global Footprint Network, 2015.

A Pegada Ecológica é uma metodologia reconhecida internacionalmente e desenvolvida pela Global Footprint Network que permite medir o impacto das nossas atividades de consumo nos recursos naturais do planeta.

A metodologia pode ser aplicada a várias escalas, desde um individuo, cidade, região, país, até ao planeta Terra, comparando os recursos naturais usados para suportar um determinado estilo de vida com a capacidade dos ecossistemas para gerar esses mesmos recursos.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of