A Aston Martin desvendou a versão de produção daquele que é o seu primeiro modelo 100% elétrico da história, o Rapide E.

A revelação do modelo aconteceu no Salão do Automóvel de Xangai.

Previsto no concept que aqui destacamos, este Rapide E será entregue aos clientes ainda este ano.

Limitado a 155 exemplares, este Rapide elétrico tem uma eficiência aerodinâmica melhorada em 8%, graças, entre outros, à intervenção efetuada ao nível do piso e possibilitado pela remoção do sistema de escape.

“O Rapide E marcou um passo histórico. Um sinal que estamos preparados para o enorme desafio de um futuro ambientalmente responsável e sustentável” – Andy Palmer (CEO, Aston Martin).

O interior do modelo é mais moderno do que o do Rapide a gasolina, sobressaindo o painel de instrumentos digital de 10’’ que mostra informações como o nível de carga da bateria, os níveis de potência do motor, a utilização da energia e da travagem regenerativa. A Aston informa também que o uso extensivo de fibra de carbono em toda o habitáculo foi uma solução destinada a ajudar a reduzir o peso.

O Rapide E vai ser fabricado nas novas instalações que a marca possui em St Athan, no País de Gales, e que representará o berço das propostas eletrificadas do construtor.

Quanto ao sistema de propulsão elétrica do Rapide E é composto por dois motores elétricos montados na parte traseira que produzem 610 cv e 950 Nm de binário.

O construtor declara menos de quatro segundos para o desportivo acelerar dos 0 aos 96 km/h.

Por seu lado, são necessários apenas 1,5 segundos para este Rapide E ir de 80 km/h para 112 km/h.

A velocidade de ponta é de 250 km/h.

O modelo, que foi desenvolvido em conjunto com a Williams Advanced Engineering, dispõe de uma bateria de 800V de 65kWh de capacidade instalada, estando envolta em fibra de carbono e kevlar.

O pack de baterias foi colocado onde anteriormente estava o depósito de combustível e o V12 de 6.0.

A autonomia ronda os 321 km, de acordo com o ciclo WLTP.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of