Crescimento de mobilidade elétrica em Itália deixa Efacec atenta

A Fórmula E viaja este sábado até Roma para a 7ª prova da temporada. Berço da Vespa, um dos símbolos de mobilidade, Itália está a apostar na mobilidade elétrica, criando oportunidades de negócio para uma empresa como a Efacec.

0
227

Itália acolhe este sábado, 13 de abril, a primeira paragem do calendário da Fórmula E em continente europeu. Isto depois dos monolugares elétricos terem percorrido circuitos no Médio Oriente, Norte de África, América Latina e Ásia.

A corrida, com 45 minutos acrescidas de uma volta, tem início marcado para as 15h deste sábado (hora portuguesa), estando a transmissão em direto assegurada pelo Eurosport.

A cidade de Roma vai ser o palco da 7ª prova, com os pilotos ao volante dos 22 veículos a terem de percorrer 21 voltas a um circuito de 2,87 km.

Até agora, o campeonato leva seis corridas, cada uma das quais com um vencedor diferente. A classificação geral desta temporada 2018/19 é, até ao momento e antes da prova italiana, encabeçada por António Félix da Costa (62 pontos). O piloto português é seguido de muito perto por Jérôme d’Ambrosio (61 pontos), Jean-Éric Vergne (54 pontos), Sam Bird (54 pontos), Lucas di Grassi (52 pontos) e Edoardo Mortara (52 pontos).

Após o e-Prix de Roma, seguir-se-ão provas em Paris, Monte Carlo, Berlim e Berna. O campeonato terminará em julho, em Nova Iorque.

Descarbonização da economia

Em matéria de mobilidade, Itália é um país que tem procurado adotar medidas tendentes à descarbonização da economia, com destaque para as cidades de Milão, Turim, Veneza e Roma, estando, assim, alinhado com as tendências atuais de sustentabilidade ambiental.

“Neste contexto, os segmentos associados às energias renováveis, à mobilidade elétrica e storage de energia estão em afirmação e oferecem várias oportunidades de negócio”, refere a Efacec.

A empresa portuguesa estima mesmo que as atividades relacionadas com as áreas da mobilidade neste país venham a conhecer um crescimento significativo nos tempos futuros.

A Efacec estuda oportunidades
no mercado italiano.

Pioneira da área da mobilidade elétrica e uma referência global em soluções de carregamento rápido e ultrarrápido para veículos elétricos, a Efacec tem, por isso, em perspetiva no mercado italiano oportunidades na área da mobilidade elétrica com utilities e petrolíferas, bem como a participação em projetos que visam colocar pontos de carregamento em estações de serviço.

Pode, de resto, afirmar-se que a Efacec conhece bem o mercado italiano, na medida em que, em 2003, o seu primeiro projeto chave-na-mão para o fornecimento do sistema eletromecânico de um metro ligeiro de superfície foi em Itália, mais precisamente, em Messina (Sicília).

Tratou-se de uma obra ganha em consórcio, num concurso público internacional, em 1998, e que na altura representou para a empresa um volume de negócios de aproximadamente 10 milhões de euros.

Para o Metro de Messina (Metroferrovia di Messina), a empresa portuguesa forneceu os sistemas eletromecânicos, nomeadamente 16 km de catenária para tensão de 750 Vcc; as subestações de tração de 1.25 MW, os sistemas de informação ao público e a sinalização da via.

O metro ligeiro de superfície de Messina tem um comprimento de 7,7 Km e 18 paragens, prosseguindo por um eixo principal que se desenvolve paralelamente à costa.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of