Começou como um projeto universitário, mas o Nobe 100 apareceu este ano no Salão de Genebra. A sua estética é surpreendente, com uns laivos de Alfa Romeo Giulietta e outros de Heinkel Kabinenroller.

Já o número, revela-se de grande importância para o Nobe. Três rodas, três motores e também três lugares.

Já foram manufaturados 10 exemplares, entretanto vendidos, mas a empresa de Tallinn, na Estónia, sonha com a Califórnia. Ali, o Nobe 100 pode ser vendido como um motociclo e responder à procura por automóveis elétricos acessíveis, mas com estilo.

Uma das particularidades deste projeto é que a bateria é parcialmente removível e pode ser carregada individualmente. Assim, em situações onde não seja fácil efetuar o carregamento, pode sempre levar parte da bateria consigo. Segundo o construtor, esta bateria transportável pode assegurar uma autonomia de 24 km.

Duas versões disponíveis

O Nobe 100 tem bateria de 21 kWh e uma autonomia de 210 km. A sua velocidade máxima é de 110 km/h. A potência máxima é de 54 kW, ou 72 cv. O preço é 37 000 euros, com IVA incluído.

O Nobe 100 GT tem uma bateria ligeiramente maior, com 25 kWh. A autonomia sobe para 260 km e a velocidade máxima passa a ser de 130 km/h. A potência máxima nesta variante é de 72 kW ou 96 cv. De série, tem também um tejadilho panorâmico, que pode ser removido. O preço é de 47 000 euros, igualmente com IVA incluído.

Os valores são altos, mas tal é o preço da exclusividade e de ter um dos elétricos mais retro cool do momento.

Fique com uma galeria de imagens deste belo VE, que se encontra em fase de crowdfunding.

Mais informação no site oficial.

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of