Finerge já soma 43 parques eólicos em Portugal

Com a aquisição dos parques eólicos de Vila Franca e de Baião, a Finerge passa a deter 43 centrais eólicas, com uma capacidade instalada de 908,1 MW.

0
169

A Finerge, produtor de energia eólica, reforçou a sua posição em Portugal, com a aquisição de mais dois parques eólicos.

Os parques de Vila Franca de Xira e Baião, detidos até então em partes iguais pela Martifer e pela SPEE, passam para as mãos da Finerge, incrementando, assim, em 18,9 MW a capacidade instalada desta empresa.

12,6 MW mais 6,3 MW

Os parques eólicos de Vila Franca de Xira e de Baião da Martifer e da SPEE estão em operação desde 2009.

O Parque Eólico de Vila Franca de Xira tem uma capacidade instalada de 12,6 MW, ao passo que o de Baião dispõe de uma capacidade de 6,3 MW.

Estas duas unidades são compostas por nove aerogeradores Suzlon, um dos principais fornecedores de turbinas do mundo.

Fundada em 1996, a Finerge é detida pelos australianos da First State, fatura anualmente mais de 170 milhões de euros, com um investimento de mais de 1,2 mil milhões de euros, em Portugal. A Finerge emprega, direta e indiretamente, cerca de 200 colaboradores.

“Esta aquisição está alinhada com a nossa estratégia de crescimento e é uma prova do nosso empenho em continuar a investir em Portugal. Espelha também o nosso continuo contributo para apoiar os esforços do país no caminho para neutralidade carbónica”, afirma Pedro Norton, CEO da Finerge.

Com esta operação, a Finerge passa a ter um portefólio de 43 centrais eólicas, com uma capacidade instalada de 908,1 MW, consolidando assim a sua posição como segundo maior produtor de energia eólica, em Portugal. Esta capacidade instalada produz cerca de 2,12 TW/h por ano, evitando a emissão de 844 toneladas de CO2.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of