O Campeonato do Mundo de MotoE, que se realiza este ano pela primeira vez, sofreu um enorme revés. O início do campeonato estava previsto para o início de maio, no circuito espanhol de Jerez. Ali estava marcado, para estes dias um teste às novas motos elétricas que seriam utilizadas nas cinco prova do campeonato.

Mas esta noite, um brutal incêndio destruiu as instalações onde se encontrava toda a estrutura das várias equipas. Segundo informações apuradas por vários órgãos de comunicação, o incêndio destruiu entre 18 a 23 motos Energica Ego. Ferramentas, computadores, capacetes e demais equipamentos foram igualmente consumidos pelas chamas. Apesar da gravidade do sucedido, ninguém ficou ferido.

Segundo os bombeiros que acorreram ao local, as chamas devoraram o edifício em pouco tempo, apesar dos mais de 60.000 litros de água utilizados. O incêndio terá começado às 00h15 de hoje.

Campeonato em risco

Estava tudo praticamente pronto para o arranque do FIM Enel MotoE World Cup. A primeira prova estava agendada para o fim de semana de 3 a 5 de maio, coincidindo com a primeira jornada europeia do campeonato de Moto GP. Há 12 equipas inscritas.

Agora o próprio campeonato pode estar em risco. Será difícil para a Energica construir 18 motos de competição em apenas seis semanas. A empresa italiana e a organização não divulgaram as causas do incêndio, mas informaram que a investigação já está a decorrer.

Depois de Jerez de la Fronteira, o campeonato tem previsto visitar os circuitos de Le Mans, Sachsenring, o Red Bull Ring and Misano.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of