Depois de passar pelo Médio Oriente, norte de África e América Latina, a emoção da elétrica Fórmula E ruma à Ásia este domingo.

Trata-se da 5ª prova do campeonato.

A primeira paragem a Oriente – neste 10 de março – acontece em Hong Kong, seguindo-se o Grande Prémio da China, em 23 de março.

Hong Kong é, aliás, uma localidade que, em termos de soluções de mobilidade, tem a curiosidade de ostentar o título da maior ponte do mundo (a travessia Zhuhai–Macau–Hong Kong, de 55 km), a qual está equipada com um carregador rápido da… portuguesa Efacec!

O posto de carregamento está situado num das duas ilhas artificiais que foram criadas nesta gigantesca travessia.

De resto, a Efacec tem atualmente mais de 100 carregadores instalados em Macau e Hong Kong, constituindo a entrada no mercado da região Ásia-Pacífico uma aposta estratégia da empresa, até porque a China é um dos principais mercados da área da mobilidade elétrica a nível mundial, representando cerca de metade do mercado global de veículos e carregadores elétricos.

Sabia que…
… a Efacec está em Macau e Hong Kong desde a década de 1970 através do fornecimento de soluções de energia (aparelhagem de média tensão e transformadores de distribuição), de mobilidade (carregadores para veículos elétricos) e de smart cities?

No final de 2017 a China já dispunha de mais de 400 mil estações de carregamento, o que demonstra a aposta contínua no desenvolvimento de infraestruturas públicas e privadas neste domínio.

A parceria com a China Media Capital, detentora da equipa de Fórmula E DS Techeetah FE Team, é uma forma da Efacec elevar a notoriedade da marca e conquistar novos negócios na região.

Curiosidade
Em Macau, pela ligação histórica que Portugal teve com este território, a Efacec destacou-se pelo fornecimento de soluções de aparelhagem de média tensão, presentes na Torre de Macau e no Hotel Lisboa. Ao nível de transformadores, a Efacec iniciou operações na fábrica de transformadores de distribuição de Macau em 1991, desenvolvendo cerca de 6 mil unidades destinados a este território e a outros países do sudeste asiático. A partir de Portugal foram exportados para esta região do globo mais de 10 mil transformadores de distribuição.

A firma portuguesa aposta no desenvolvimento de soluções para smart cities, criando o Smart City Concept by Efacec: um ecossistema inteligente capaz de integrar diferentes tecnologias e sistemas presentes nas cidades.

Esse ecossistema de recolha, processamento e correlacionamento de informação atualizada de todos os subsistemas, atua de forma simbiótica para tomar decisões em tempo real.

As soluções de IT, juntamente com os serviços digitais de acesso fácil à comunidade, aumentam a eficiência energética e ambiental de cada cidade, melhorando a qualidade de vida dos habitantes.

A empresa explica que para si “não existe o conceito de grande ou pequena cidade: existe o conceito de sustentabilidade urbana, em que todas as infraestruturas e equipamentos são monitorizados e ligados a um centro de operação e comando, através de sistemas de comunicação, para recolha de dados em tempo real”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of