A Volvo Cars anunciou esta semana que irá limitar a velocidade máxima dos seus automóveis a partir de 2020.

As razões para esta medida estão relacionadas com a segurança rodoviária. A marca sueca tem um objetivo muito concreto: a partir de 2020, quer ter zero vítimas mortais ou feridos graves a bordo de um novo Volvo.

O anúncio, feito com quase um ano de antecedência personifica este o compromisso.  da marca sueca no que toca aos perigos relacionados com o excesso de velocidade, assim, a partir desse ano limitará a velocidade dos seus modelos a 180 km/h.

Esta declaração, conhecida como Vision 2020 é um dos objetivos mais ambiciosos na longa historia da indústria automóvel.

A Volvo tem liderado a investigação relacionada com a segurança rodoviária

 

O papel do condutor

A investigação levada a cabo pela Volvo Cars reconheceu três preocupações principais em relação à segurança. São as “lacunas” que poderão representar um risco para a concretização da sua Visão 2020.

A primeira é o excesso de Velocidade, a segunda, a Intoxicação e a terceira, a Distração.

Além de limitar a velocidade máxima, a Volvo está também a investigar combinações de tecnologia que permitam, por exemplo, controlar automaticamente a velocidade perto de escolas ou hospitais.

Limitar a velocidade máxima em escolas ou hospitais será um dos próximos objetivos

O problema relacionado com o excesso de velocidade é que, a partir de determinados valores e em caso de acidente, a tecnologia de segurança do veículo e a sua estrutura não conseguem evitar ferimentos graves ou mesmo fatalidades.

Por isso, a maioria dos países ocidentais, impõe limites de velocidade mas, ainda assim, esta continua a ser uma das razões mais comuns para a ocorrência de mortes na estrada.

Só nos Estados Unidos, por exemplo, os dados da National Highway and Traffic Safety Administration mostram que, em 2017, 25% de todas as mortes no trânsito foram causadas por excesso de velocidade.

Além do excesso de velocidade, as duas outras “lacunas” que a Volvo Cars identificou foram a intoxicação e a distração. A intoxicação é um problema tão óbvio quanto o excesso de velocidade mas ao mesmo tempo tão difícil de solucionar.

Conduzir sob a influência de álcool ou de drogas é ilegal mas continua a ser uma das principais razões para lesões e mortes nas estradas.
A distração é outra das áreas problemáticas. Condutores distraídos com os telemóveis, ou pouco envolvidos na condução é outra das principais causas de acidentes e tão perigosa como as anteriores.

Os Volvo atuais são líderes nos dispositivos de proteção dos ocupantes e peões

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of