A Micro Mobility Systems (MMS) é uma empresa dirigida pelos irmãos suiços Oliver e Merlin Ouboter e pelo seu pai Wim Ouboter.

Ficaram muito mais conhecidos depois de conceberem o Microlino. Trata-se de um citadino elétrico de dois lugares, inspirado no Isetta dos anos 50.

Até agora já estão confirmadas 10 000 reservas. O projeto conta já com mais de 120 000 milhões de euros angariados.

E foi agora anunciado que o pequeno veículo vai ser produzido pelo construtor alemão Artega.

Os primeiros dois protótipos do Microlino foram fabricados na China. Em 2016, os suíços estabeleceram uma parceria com a italiana Tazzari para 5000 exemplares.

O aumento de encomendas obrigou a encontrar outro parceiro, a Artega GmbH, que assumirá a produção do Microlino.

Autonomia e preços

O Microlino possui versões com baterias de 8 kWh (autonomia de 125 km) ou 14.4 kWh (autonomia de 200 km). As baterias de iões de lítio são do tipo LiFePO4, de fosfato de lítio ferro.

O motor elétrico de 20 cv (15 kW) e 110 Nm de binário permite que este “carro-bolha” do século XXI atinja 90 km/h, podendo acelerar em 5 segundos dos 0-50 km/h.

Com 2,43 metros de comprimento e 1,50 metros de largura, o Microlino pesa 435 kg (sem baterias e condutor) e uma mala de 300 litros.

Os preços começam nos 12 000 euros e as primeiras unidades serão entregues no início de 2019.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of