A Tesla Portugal revelou hoje que os titulares de reservam começaram a ser contactados agora para configurar o seu novo Model 3.

Para já, na Europa, estarão disponíveis apenas duas versões: o Tesla Model 3 Long Range Dual Motor e o Performance.

Ainda segundo a Tesla, as entregas vão começar no mês de fevereiro, para os titulares de reserva que estiverem interessados nestes dois modelos.

De notar que o Model 3 Long Range com apenas um motor já não é produzido pela Tesla. No mercado americano foi entretanto introduzida a versão Mid Range, mais acessível, mas que não vem já para o mercado europeu.

Preços dentro do estimado

O Model 3 Long Range Dual vai custar a partir de 60 200 euros. Tem uma autonomia no novo ciclo de homologações WLTP de até 544 km.

O Model 3 vem equipado de série com o pack Premium, interior preto ou branco. Inclui bancos premium aquecidos, bancos dianteiros ajustáveis eletricamente e consola central com armazenamento. Tem quatro entradas USB e uma base para apoiar dois smartphones. O sistema de áudio premium inclui 14 altifalantes surround.

Todos os Model 3 incluem vários dispositivos de segurança ativa incorporados, como travões automáticos de emergência, avisos de colisão frontal ou lateral. Tal como é apanágio da marca, também o Model 3 receberá atualizações frequentes, sem necessidade de visitar a oficina.

A conectividade Premium é incluída como standard durante um ano e contém mapas com visualização do trânsito em tempo real, Spotify e atualizações sem fios através de Wi-Fi e a conexão do veículo.

Performance com valor competitivo

O preço do Model 3 Performance arranca nos 71 300 euros. De acordo com a homologação WLTP, o topo de gama do Model 3 tem uma autonomia de 530 quilómetros. Virá também equipado com o Track Mode.

Salienta-se que este modelo tem cerca de 450 cv, acelera dos 0-100 km/h em 3,5 segundos e tem uma velocidade máxima de 250 km/h. O Dual Motor tem um desempenho também referencial, com 4,8 segundos 0-100 km/h e 233 km/h de velocidade máxima.

O custo da personalização

A cor base é o preto sólido, a única que não implica um custo adicional. As cores metálicas, Midnight Silver e Deep Blue estão disponíveis por 1600 euros. O Multi Coat Red custa 2700 euros e o Pearl White, um pouco mais em conta, custa 2200 euros.

O Dual Motor tem de série as jantes Aero de 18”. As jantes Sport de 19” são opcionais e custam 1600 euros. O Model 3 Performance vem de série com as jantes de 20”.

O Model 3 incorpora o mesmo hardware do Autopilot da restante gama (o S e o X). Está também disponível a opção Enhanced Autopilot (Piloto Automático melhorado), por 5400 euros.

Esta funcionalidade permite ao Model 3 ajustar a velocidade às condições do trânsito, manter-se na faixa e estacionar automaticamente. Dispõe ainda da opção Summon, que permite tirar ou colocar o veículo em espaços apertados.

A opinião do Watts On

Quando realizámos um curto test drive do Model 3 há alguns meses, percebemos que este é o Tesla que pode revolucionar o sector.

Os custos elevados do S e do X dificilmente poderiam ter mais do que um volume de vendas marginal no mercado. O Model 3 entra no competitivo sector dos modelos premium compactos. Este mercado representa centenas de milhares de vendas anuais só na Europa.

Como ficou bem patente nos EUA, o Model 3 fez mais do que conquistar posições de marcado às marcas dominantes. As vendas dos Mercedes-Benz, Audi e BMW foram afectadas, mas o Model 3 também conquistou clientes de modelos mais populares. Proprietários anteriores da Toyota ou a Honda subiram de patamar quanto ao preço de aquisição, para comprar um Model 3.

De notar que os Model 3 europeus estão equipados com ficha CCS e podem utilizar a rede pública e privada de carregadores, bem com a exclusiva rede de supercarregadores da Tesla. Em Portugal já são cinco postos espalhados pelo país.

Contas para as empresas

No mercado português, será certamente o mercado empresarial a aderir mais depressa. Ambos os modelos disponíveis permitem recuperar o IVA e ainda, dependendo da disponibilidade, receber o incentivo do estado no valor de 2250 euros.

Se pegarmos por exemplo, num Dual Motor com cor metalizada e jantes 19”, temos um PVP de 63 600 euros. Sem IVA, são 51 707 euros. Menos o subsídio do Estado, que chega um par de meses depois do pedido, 49 457 euros.

Um Dual Motor com todas as opções mais dispendiosas (Vermelho multicamada, jantes Sport 19” e Enhanced Autopilot) custa 69 900 euros. Serão 56 829 euros sem IVA, 54 579 euros, uma vez subtraído o valor do incentivo do estado.

O Performance custa 71 300 euros. Se juntarmos a pintura metalizada (1600 euros) ficamos um valor de 72 900 euros. Sem IVA, 59268 euros. Menos o incentivo do estado, 57 018 euros.

Se o Performance vier de série com o Enhanced Autopilot, já ultrapassará o valor máximo permitido para recuperar o IVA. O teto é de 62 500 euros (preço base mais opções, antes de aplicar IVA).

No entanto, esta opção pode ser adquirida posteriormente. O custo passará de 5400 para 7500 euros. Ainda assim, ficaria para empresas, por um valor a rondar os 65 000 euros.

Por estes valores, esta é uma proposta tentadora para qualquer empresa no mercado para um automóvel deste segmento.

Conclusão

Para além da imagem da marca e das qualidades intrínsecas do produto, os custos operacionais oferecem vantagens reais em termos económicos, mesmo face aos híbridos Plug-In.

Posto isto, estimamos que será mais a escassez de exemplares disponíveis a condicionar as vendas em 2019 do que os preços agora apresentados para as duas versões mais dispendiosas.

Não há ainda confirmação quanto à chegada à Europa da versão Mid-Range, com um PVP que, nos EUA, é inferior em 7000 dólares ao Long Range Dual Motor. Mas estimamos que certamente chegará ainda em 2019.

A versão Standard Range, o Model 3 que arrancaria nos 35 000 dólares, também ainda não tem data de início de comercialização nos Estados Unidos. Temos dúvidas de que chegue à Europa brevemente.

Mas o mais importante para a Tesla está feito. Vai chegar ao importante mercado europeu com um um bom produto, adaptado às especificidades da região. Conta com uma rede de carregamento rápida bem implementada e em crescimento.

Nos próximos meses vamos perceber melhor o impacto que terá no mercado e na indústria. Mas não é preciso uma bola de cristal para adivinhar que nada ficará como dantes.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of