O Range Rover Evoque vai ser lançado em março no mercado nacional numa nova geração, a segunda do modelo.

Entre as novidades deste SUV de 4,37 metros de comprimento que recorre à segunda geração da plataforma Premium Transverse Architecture (PTA) e que estará disponível unicamente na carroçaria de cinco portas, conta-se a disponibilização de versões híbridas MHEV (Mild Hybrid Electric Vehicle).

Essas unidades contam com o apoio de um sistema elétrico de 48V que, com a alimentação de uma bateria e de um gerador, permite que a velocidades inferiores a 17 km/h o motor a combustão se desligue, para uma poupança de combustível na ordemdos 6%.

O Evoque será o terceiro PHEV da marca, depois do Range Rover PHEV e do Range Rover Sport PHEV.

Essas versões MHEV, disponíveis tanto com motores a gasolina como a gasóleo, prometem emissões de CO2 de 149 g/km e consumos médios de 5,6 l/100 km (ainda segundo o ciclo NEDC).

Motor 1.5 acrescido de um motor elétrico

O novo Evoque terá ainda uma inédita versão híbrida plug-in (PHEV), recarregável numa tomadas. Isso acontecerá ainda no próximo ano, mas mais para o final de 2019, com um motor 1.5 a gasolina Ingenium de três cilindros com 147 kW (cerca de 200 cv) de capacidade e 280 Nm de binário a funcionar em articulação com um motor elétrico instalado no eixo traseiro, de 80 kW e 260 Nm.

A autonomia em modo elétrico oscilará entre os 50 e os 60 km, por via de um pack de baterias de 11.3 kWh.

Outro dado interessante em matéria de proteção ambiental: cada exemplar do novo modelo contém até 32 kg de material reciclado, segundo a marca.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of