A propósito do Dia Nacional do Mar que se assinalou no dia 16 de novembro, a Volvo deu a conhecer alguns detalhes do premiado programa de sustentabilidade da última edição da Volvo Ocean Race associados à proteção dos oceanos e ao combate à poluição causada pelo plástico.

Este programa contou com os variados parceiros e foi alinhado de acordo com os objetivos de sustentabilidade da Organização das Nações Unidas nomeadamente o número 14 – Life Below Water.

A organização da prova delineou um programa de sustentabilidade capaz de ajudar governantes, empresas e indivíduos de forma a que todos conseguissem compreender o papel real que podem desempenhar na resolução do problema da poluição dos oceanos.

Os objetivos principais foram Educar – Inovar – Deixar um legado.

Entre os vários parceiros destaque para a presença da equipa, com bandeira mista de Portugal e das Nações Unidas, “Turn the Tide on Plastic”.

Foi criado um consórcio científico avançado, financiado pela Volvo Cars que procura utilizar equipamento avançado para capturar dados relevantes extraídos dos oceanos.

“Informações sobre o modo como os microplásticos se dispersam no mar, sobre as alterações climáticas e o seu impacto na saúde dos oceanos, serão analisados e servirão para compreender melhor a relação entre os oceanos e o clima”, explica a Volvo.

A edição 2017/18 da Volvo Ocean Race foi uma oportunidade de falar sobre o problema da poluição causada pelo plástico no mar

Nos Race Villages foram organizados seminários e workshops sobre os oceanos, onde os problemas foram discutidos por políticos, cientistas e empresários onde foram propostas soluções inovadoras para mudar o pensamento atual em torno de ações positivas que se consigam perpetuar.

A mensagem foi ainda fortalecida com a associação à Campanha Ambiental das Nações Unidas #CleanSeas

Plástico não entrou

Em toda a Volvo Ocean Race não houve recurso a garrafas de água ou copos em plástico, palhinhas ou outros materiais potencialmente poluidores dos oceanos.

Sabia que…
… em todo o mundo, mais de 1 milhão de garrafas de plástico de utilização única são vendidas por minuto e 8 milhões de toneladas de plástico poluem anualmente os mares?

“A prova teve impacto em milhões de pessoas em todo o mundo, com realce para os milhares de crianças que participaram nos programas educacionais. Foram várias as comunidades atingidas ao longo destes dois anos onde se procurou melhorar a saúde dos Oceanos, minimizar a poluição do plástico e deixar um legado positivo para as gerações futuras”, destaca a marca sueca.

Alguns números:
• 94.000 crianças, de 38 Países, participantes no programa educacional
• 20.000 crianças participantes nos workshops de sustentabilidade nos Race Villages
• 28.071 jovens e adultos participantes nas iniciativas “Try Sailing” de iniciação à Vela
• 404.188 visitantes na zona do Race Village – O Globo
• 388.207 garrafas de plástico de uso único que foram evitadas

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of