As três startups portuguesas distinguidas: IZIRepair, Fuelsave e Ubirider

Quatro startups das áreas da mobilidade, logística, fintech e customer experience foram distinguidas na competição internacional Nors Digital Disruptors, uma iniciativa promovida pelo Grupo Nors, em parceria com a agência de transformação digital, Chain Reaction.

A Nors Digital Disruptors destina-se a premiar as melhores soluções disruptivas nas principais áreas de atuação do grupo Nors.

As vencedoras – IZIRepair, Fuelsave, Ubirider e Convoicar, respetivamente, 1ª, 2ª e 3ª lugar, ex aequo – foram selecionadas de um grupo de 12 finalistas.

Três das startups vencedoras são portuguesas e uma é francesa e foram escolhidas com base nas propostas de valor apresentadas na final.

A empresa vencedora, IZIRepair, terá agora acesso a um ano de incubação no grupo Nors e um prémio pecuniário no valor de 10.000 euros. A segunda e terceiras classificadas receberão um prémio pecuniário de 1500 euros e 500 euros, respetivamente.

As quatro grandes vencedoras são:

IZIRepair (Portugal) – Plataforma que ajuda o utilizador a encontrar as melhores soluções em garagens e manutenção para os veículos.

Fuelsave (Portugal) – Plataforma para empresas de logística que recolhe dados do serviço dos seus condutores, para otimização das rotas e para redução do combustível utilizado.

Ubirider (Portugal) – Plataforma que integra todos os serviços de mobilidade existentes numa só aplicação, otimizando a experiência do utilizador urbano e incluindo soluções para pagamento.

Convoicar (França) – Serviço de recolha e entrega do veículo privado ao seu proprietário, por condutores profissionais, para conduzir o veículo até à oficina quando este necessita de manutenção.

“Evoluir para outro patamar”

Para Tomás Jervell, CEO do grupo Nors, “o Nors Digital Disruptors representa um primeiro passo de uma estratégia de investimento na inovação do Grupo e foi a forma que encontrámos de mais rapidamente entrarmos no ecossistema e estabelecer contacto com grandes projetos que estão a ser desenvolvidos. Mas não só, o objetivo é também desenvolver a capacidade da nossa organização de olhar para este projeto de uma forma construtiva, critica, de estimular a organização a pensar na inovação e em novas formas de fazer negócio, acrescentar negócio e de abrir horizontes”, conclui.

Vitor Soares, da IZIRepair, startup vencedora desta 1ª edição do Nors Digital Disruptor, destaca que “mais do que ganhar, concorremos com o objetivo de estabelecer networking, de ter uma oportunidade para no futuro estar em contacto com a Nors e de perceber como é que podemos ajudar a Nors e como é que a Nors nos pode ajudar numa ótica de parceria”.

Segundo Vítor Soares, “alcançar este prémio, mais do que o valor monetário, dá-nos a certeza de que vamos poder trabalhar com a Nors e conseguir crescer com o input de um grande player do setor automóvel onde queremos crescer. Alcançámos mais do que queríamos obter à partida e estamos radiantes com esta oportunidade de trabalhar com a Nors nos próximos tempos, o que certamente nos vai ajudar a evoluir para um outro patamar”.

O Nors Digital Disruptors recebeu um total de 94 candidaturas, oriundas de 22 países, com destaque para Portugal com 20 candidaturas; Espanha com 6; Reino Unido com 5; Brasil, Estados Unidos e Índia, com 4; Israel com 3 e França com 2.

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of