A primeira missão espacial europeia que tem como objetivo estudar o planeta Mercúrio que será lançada no sábado, 19 de outubro, conta com tecnologia portuguesa.

O monitor de radiação (equipamento eletrónico que irá monitorizar a radiação espacial durante a viagem) e a operação de um dos satélites foi produzido e testado pela Efacec.

A missão será realizada em conjunto pela BepiColombo da Agência Espacial Europeia (ESA), com a JAXA, Agência Espacial Japonesa.

A primeira missão europeia a Mercúrio tem tecnologia Efacec

João Costa Pinto, da direção de projetos da Efacec para o Espaço, explica que o aparelho que foi desenvolvido consegue detetar o impacto de partículas energéticas como protões e eletrões e que é capaz de distinguir as partículas e determinar a gama de energias em que se encontram.

O engenho consegue ainda monitorizar a radiação espacial ao medir a quantidade de partículas energéticas geradas pelo sol e tomar medidas como desligar aparelhos mais sensíveis durante os períodos de maior atividade solar, evitando que se estraguem.

Aspetos científicos que serão estudados nesta missão a Mercúrio

As duas sondas serão lançadas às 02:45 (hora de Lisboa) da base de Kourou, na Guiana Francesa.

Durante a viagem, os aparelhos vão aproximar-se da Terra e de Vénus, antes de passarem seis vezes por Mercúrio e ficarem a girar em torno dele durante cerca de um ano.

Chegará a Mercúrio em 2025, enfrentando temperaturas superiores a 350ºC.

O planeta Mercúrio é o mais pequeno do sistema solar e o que está mais próximo do sol.

[atualização: pode (re)ver aqui em baixo o lançamento da missão ESA-JAXA BepiColombo, a partir da base espacial Ariane 5, em Kourou, Guiana Francesa]

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of