Um estudo realizado pela LeasePlan, acabado de conhecer, dá conta de que considerando uma quilometragem média de 30.000 km, a maioria das frotas geridas pela LeasePlan reduziriam os seus custos se transitassem para veículos elétricos (100% elétricos e híbridos plug-in).

O estudo feito pela LeasePlan Portugal teve por base a pergunta: “Motorizações: qual a mais eficiente?”

Para concluir quais as opções mais eficientes em cada caso, a LeasePlan realizou uma análise às diferentes motorizações – com motores de combustão e elétricas – por segmento e por quilometragem.

Com base nesta análise, “fica claro que existem alternativas economicamente viáveis aos motores de combustão”, refere a LeasePlan.

Onde os elétricos levam a melhor…

De acordo com estes especialistas, os veículos elétricos revelam ser particularmente competitivos nos segmentos Pequeno Familiar Generalista (para quilometragens superiores a 20.000 km/ano) e Pequeno Familiar Premium (para quilometragens superiores a 35.000 km/ano).

… e onde é que os plug-in são mais competitivos

Por seu lado, os veículos híbridos plug-in são mais competitivos nos segmentos Médio Familiar Generalista (para quilometragens acima dos 20.000 km/ano), Médio Familiar Premium e Grande Familiar (ambos para quilometragens acima dos 10.000 km/ano).

Este quadro elaborado pela LeasePlan sintetiza as conclusões da gestora de frotas:

Ainda neste estudo, a LeasePlan revela que a escolha de veículos Elétricos e Plug-in nas frotas deverá ser analisada pelos gestores de frota de acordo com a estratégia de negócio, o perfil de utilização e as necessidades de infraestrutura de carregamento. Nesse sentido, claramente, “os veículos elétricos são vantajosos quando a solução é mais citadina e com um perfil quilométrico baixo entre carregamentos”, declara o estudo.

A reduzida necessidade de manutenção e reparação, os benefícios fiscais e o custo da eletricidade têm incrementado a competitividade do TCO (Total Cost of Ownership) dos veículos elétricos face aos veículos a combustão.

António Oliveira Martins, Diretor-Geral da LeasePlan Portugal, refere que “através do aconselhamento especializado e da realização deste tipo de estudos, a LeasePlan quer ser o motor da mudança de comportamentos e, desta forma, apoiar a transição dos seus clientes para a mobilidade elétrica”.

Segmento a segmento ao detalhe

De uma forma mais detalhada, segmento a segmento, estas são as conclusões da LeasePlan que aqui reproduzimos nesta galeria de imagens, extraídas do estudo:

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of