Ecologistas querem mais restrições para veículos Diesel em Lisboa

A associação ambientalista Zero exige a restrição da circulação de veículos a gasóleo no centro de Lisboa. Motivo: os níveis de NO2 medidos na estação da Avenida de Liberdade apontam para a ultrapassagem de valor-limite em 2018.

0
419

A associação ambientalista Zero, indica que, em 2018, a estação de monitorização de qualidade do ar localizada na Avenida da Liberdade, em Lisboa, registou algumas melhorias no que diz respeito aos níveis de NO2, um poluente geralmente associado com o tráfego automóvel.

Assim, no que diz respeito a este poluente, em 2018 e até à data, foram registadas apenas três ultrapassagens ao valor-limite horário de NO2 (de 200 µg/m3), do total de 18 ultrapassagens permitidas por lei.

No entanto, salienta a Zero, o valor-limite anual de NO2 estabelecido por lei (40 µg/m3) apresenta uma tendência de continuar a ser novamente ultrapassado em 2018, tendo esta estação registado uma média de 51,2 µg/m3 até agora.

“Estes resultados mostram que, apesar das medidas introduzidas para a redução do tráfego automóvel no centro de Lisboa terem tido alguns benefícios em termos de melhoria da qualidade do ar, é preciso que as autoridades estabeleçam medidas mais exigentes, nomeadamente a restrição de veículos mais poluentes a gasóleo no centro da cidade”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of