A Audi entra na era elétrica com o e-tron, um SUV de cinco lugares, posicionado entre o Q5 e o Q7 e que garante 400 km de autonomia. A apresentação está a decorrer hoje, em São Francisco, nos EUA.

O e-tron marca a estreia da Audi nos veículos elétricos de produção. Consiste num SUV provido de tração integral (quattro) e de dois motores elétricos, cada um dos quais com a missão de propulsionar um eixo.

Ao todo, estão disponívels 300 kW de potência (cerca de 407 cv), para uma autonomia anunciada superior a 400 km, de acordo com o ciclo de medições WLTP.

O modelo para cinco ocupantes e com uma distribuição de peso entre eixos de 51:49, mede 4,901 mm de comprimento, situando-se entre o Q5 e o Q7, estando a sua comercialização entre nós prevista para janeiro.

Câmeras em vez de espelhos é opção

Os clientes que pretenderem podem substituir os tradicionais espelhos retrovisores por câmaras de vídeo que projetam as imagens do ambiente rodoviário captado, cada um para o seu ecrã no interior do modelo. O ecrã é touch, sendo regulável por toque, como um smartphone, adaptando o seu brilho à luminosidade exterior, para que o condutor tenha sempre as melhores condições de visibilidade, incluindo se entrar num túnel.

Os espelhos virtuais com pisca incorporado são um opcional, cujo preço não foi adiantado, permitindo melhorar a aerodinâmica do modelo (medem são 20 cm menos do que os espelhos convencionais), potenciando que a autonomia cresça 2,5 km.

O pack de baterias, que pesa 700 kg está disposto por baixo da cabine, ocupando 2,28 metros de comprimento, 1,63 m de largura e 34 cm de altura.

Compreende um total de 36 módulos de células, cada módulo dos quais guardado num compartimento de alumínio, sensivelmente do tamanho de uma caixa de sapatos. Cada módulo possui doze células.

A bateria, que pode receber carregamentos rápidos de 150 kW, opera com uma voltagem nominal de 396 volts, armazenando 95 kWh de energia.

O e-tron também pode ser carregado com corrente alternativa AC, até 11 kW (como série e que exige 8,30 horas para ficar com 80% da carga) e, opcionalmente, através de um retificador de 22 kW.

O modelo chega ao mercado com uma “Edition One”, uma edição especial limitada a 2600 unidades.

Na Alemanha o  modelo vai custar 80 mil euros. Por cá, não há valores, todavia, tendo em conta que o e-tron terá como rival o Jaguar I-Pace (PVP desde 80.400 euros), é previsível que o SUV alemão possa ter um alinhamento de preço nessa ordem de grandeza.

Outro modelo concorrente do e-tron será o Mercedes-Benz EQC.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of