O serviço de carsharing vem reduzir significativamente o número de carros nas cidades, beneficiando assim o tráfego e o meio ambiente. A afirmação é da DriveNow, segundo a qual, um veículo de carsharing substitui, pelo menos, três carros particulares.

De acordo com esta empresa, a capacidade dos veículos de partilha é seis vezes maior ao dos veículos de propriedade privada: “Estatisticamente, os carros particulares permanecem sem uso por uma média 23 horas por dia, ocupando lugares de estacionamento que poderiam ser dedicadas a outras finalidades, como por exemplo espaços verdes. Esta situação tem vindo a acentuar-se gradualmente nas cidades onde o serviço de carsharing existe”, afirma a DriveNow.

Taxa maior de utilização

No entanto, acrescenta, “esta situação será ainda mais marcante com a introdução de veículos de Nível 5, ou seja, veículos totalmente autónomos onde não existe nenhuma ação ou reação por parte dos ocupantes. No futuro, os veículos atenderão os clientes de forma independente, levando-os onde a procura estiver – com base em algoritmos inteligentes. Um veículo de partilha estará em movimento praticamente o tempo todo. Como resultado, será possível atender às necessidades atuais de viagem com muito menos veículos a uma taxa muito maior de utilização. Este caminho mostra-nos que serão necessários menos carros para garantir que a mobilidade estará disponível para todos”, conclui a DrivwNow.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of