O Governo da chanceler Angela Merkel assinou uma carta de intenções com os executivos da Audi e da Airbus SE com vista a que sejam feitos testes de táxis aéreos na zona da cidade bávara de Ingolstadt.

“Os táxis aéreos já não são uma visão. Podem levar-nos a uma nova dimensão de mobilidade”, refere o ministro dos transportes alemão Andreas Scheuer, o qual sublinha ainda: “[Os táxis aéreos] representam uma grande oportunidade para empresas e jovens startups que estão já a desenvolver esta tecnologia de forma muito concreta e com êxito”.

Recorde-se que no salão automóvel de Genebra deste ano, a Audi e a Airbus mostraram um conceito de mobilidade baseado num ultra-leve (o Pop.Up Next), com uma cabine para duas pessoas que podia ser acoplado a um carro ou a um drone.

Também a Volocopter GmbH resulta do trabalho de uma startup alemã apoiada pela Intel Corp. e pela Daimler AG. É um helicóptero elétrico com aspeto de drone para transportar passageiros pelos céus de cidades. Já completou testes de vôo, podendo vir a comercializar viagens dentro de três a cinco anos.

Em novembro, a Geely, dona da Volvo, comprou a norte-americana Terrafugia, fabricante de automóveis que são também aviões.

A mobilidade urbana está, pois, em mutação e o poder legislativo, nesta caso na sempre influente Alemanha, também demonstra querer acompanhar esses novos tempos.

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of