O Instituto de Pesquisa da Toyota (Toyota Research Institute – TRI – no original) está a construir uma base de testes para o desenvolvimento da tecnologia de veículos de condução autónoma.

As instalações, segundo um conceito de circuito fechado, irão ocupar cerca de 60 hectares no centro técnico de investigação em Michigan (MITRP) no lago Ottawa.

As licenças de construção foram apresentadas esta semana.

Quando se tornar operacional, em outubro, este centro de ensaios será usado exclusivamente pelo TRI para replicar com segurança cenários reais de condução, mas extremos, que podem acontecer, mas cuja execução em vias públicas seria extremamente perigosa.

A pista é inaugurada em outubro

“Esta nova infraestrutura dar-nos-á a flexibilidade para parametrizar cenários de condução que puxar pelos limites da nossa tecnologia e levar-nos a ficarmos mais perto de conceber um veículo ‘humano’ que é incapaz de causar um acidente”, afirma Ryan Eustice, vice-presidente senior da TRI para a condução autónoma.

Esta pista será edificada dentro da faixa de testes oval de cerca de 2,8 km de extensão. Compreenderá a recriação de ambientes urbanos congestionados, pavimentos lisos e uma autoestrada com quatro vias que inclui a simulação de nós de acesso, com faixas de aceleração (de entrada) de alta velocidade e de saída.

Arrendado o terreno ao MITRP, a TRI será responsável pela concepção, construção e manutenção final desta pista de testes. No âmbito do protocolo celebrado, a Toyota terá, igualmente, acesso à pista oval que a circunda, bem como a outras instalações de apoio existentes no local e outros serviços da MITRP.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of