Numa parceria entre a organização não lucrativa New Story e a tecnológica de construção Icon, foi possível desenvolver o conceito de uma casa impressa através de uma impressora 3D.

A New Story tem como meta criar um mundo onde nenhum ser humano tem que lutar para sobreviver, enquanto a Icon quer transformar o processo de construção de habitações, tornando-o mais eficiente, acessível, sustentável e também personalizável.

O projeto foi concebido com o objetivo de contribuir para resolver o problema de habitação em áreas do planeta menos desenvolvidas economicamente, como o Haiti ou El Salvador.

A impressora, que se chama Vulcan, está preparada para operar em condições difíceis, com uma rede elétrica inconstante ou escassez de água e pouco apoio técnico.

De acordo com Jason Ballard, co-fundador da Icon, “os métodos convencionais de construção têm muitos inconvenientes e problemas que damos há muito como garantidos, o que nos impediu de imaginar alternativas. Com a impressão 3D não só temos um ambiente térmico constante, massa térmica elevada e quase zero desperdício, mas temos também rapidez, grande escolha em termos de design, resiliência superior e a possibilidade de dar um salto quântico na acessibilidade. Não é 10% melhor, é 10 vezes melhor.”

A primeira comunidade construída com este tipo de casas será implantada em El Salvador, nos próximos 18 meses.

A ideia será, através de diversas parcerias, aumentar a produção em escala, reduzindo o custo de cada casa de 10 000 dólares (8000 euros) para 4000 dólares (3230 euros) dentro de algum tempo.

De momento, as casas já construídas têm uma área de 56 m2, acima do valor das micro-casas, que ronda os 37 m2. A impressora Vulcan pode construir casas de até 74 m2.

A configuração pode variar, mas o modelo apresentado no SXSW 2018, em Austin, no Texas, tinha sala, quarto e casa de banho.

 

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of