A Islândia é um dos países mais sustentáveis do mundo, utilizando fontes de energia hídrica e geotérmica, que são 100% renováveis.
Mas esta conquista extraordinária está longe de ser a única que esta pequena ilha conseguiu.

A sua capital, que conta na sua área geográfica com de 216 000 habitantes e concentra cerca de 65% dos habitantes da Islândia, lidera em outras frentes, sendo uma das cidades mais empenhadas no conceito de Smart City.

Na área da mobilidade, decisiva para a actividade pessoal e profissional dos seus cidadãos, Reiquejaquive conta com a sua própria aplicação, que já foi descarregada 85 000 vezes e que se chama Straetó (“Autocarros” em Islandês).

A aplicação motivou muitos cidadãos a utilizar o autocarro, mas tornou-se também uma ferramenta útil para todas as pessoas que visitam Reiquejavique.

O car-sharing também está em crescimento, numa parceria da Câmara Municipal e as empresas Zipcar e On Power. Esta iniciativa conta com pontos de acesso na Universidade de Reiquejavique e na Universidade do Hospital da Islândia. Na frota de veículos incluem-se vários Nissan Leaf.

Desde 2017 que Reiquejavique também tem uma solução de bicicletas partilhadas, uma solução que tem como intervenientes a PBSC (empresa multinacional que já implementou sistemas de bicicletas partilhadas em 28 cidades), a Wow Air (transportador aéreo da Islândia) e a Câmara Municipal.

Neste momento operam em Reiquejavique 100 bicicletas em oito estações.

Outra área que tem vindo a ser apurada e desenvolvida prende-se com o site Better Reykjavik, onde os cidadãos podem colocar as suas reclamações e sugestões relativas a diversos aspectos da gestão metropolitana.

A Câmara Municipal compromete-se a debater as questões mais populares, que depois de aprovadas, passarão para um período de implementação. Esta iniciativa leva já uma década e tem produzido resultados interessantes, levando a que mais de 200 projectos tenham sido concretizados.

Para que todos estas iniciativas tenham sucesso, é necessário continuar a reforçar a conectividade entre as pessoas e as instituições.
A capital da Islândia conta com uma das redes de transmissão de dados mais evoluídas do mundo.
A Reikjavik Fibre Network já assegura cobertura total na cidade e planeia expandir esta ano os seus serviços para as vilas adjacentes.

Nos países mais evoluídos, a velocidade média da internet é de 10 megabites/segundo, valor que baixa para 3,5 mbs/s se tivermos em conta a média global.

Com esta rede totalmente em fibra, é possível atingir até 500 mbs/s, permitindo uma troca de informação mais rápida e silmultanea entre os variados utilizadores.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of